Fotografo: Divulgação
...
Evo Morales

Presidente boliviano deixou o cargo após 13 anos no poder, em meio a três semanas de protestos por suspeita de fraude dos resultados das eleições de outubro que haviam dado a ele um novo mandato. 
 
OEA afirmou ter encontrado 'irregularidades' na apuração dos votos. O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou neste domingo, 10 de novembro, que renuncia, após as Forças Armadas "sugerirem" que ele deixasse o cargo. 
 
Morales governava a Bolívia desde 2006. Morales havia comunicado pela manhã que convocaria novas eleições, após quase três semanas de protestos nas principais cidades do país por suspeita de fraude nos resultados da votação de 20 outubro que haviam dado a ele um quarto mandato.