Fotografo: Divulgação
...
PrewfPrefeito E Madico

 

O médico anestesista Diogo Sampaio, vice-presidente da Associação Médica do Brasil e membro da força-tarefa do Ministério da Saúde contra o coronavírus, revelou hoje ao prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro que, sem as medidas preventivas adotadas, a previsão é que poderiam vir a óbitos pelo menos 18 mil pessoas em Cuiabá.
 
Diogo, que concedeu entrevista ao programa Fantástico, a ser exibida neste domingo, participou de uma live no Facebook com o prefeito.
 
Segundo ele, as medidas preventivas e consideradas amargas, como fechamento do comércio e dos órgãos públicos municipais e suspensão do transporte coletivo, são necessárias para impedir o crescimento desponencial do Covid-19 num curto período.
 
Lembra que, em pouco tempo, o vírus se espalhou e matou milhares em países como Itália, Espanha e Irã, que se tornaram referências no tratamento epidemiológico no mundo.
 
Diogo parabenizou o prefeito pelas medidas, observando que incomodam e atrapalham no dia a dia das pessoas, mas podem garantir uma melhor evolução de tudo que está por vir, dentro da expectativa de diminuir número de casos contaminados.
 
Alerta que o período crítico deve ocorrer entre abril e maio, com registros elevados de pessoas com coronavírus e que as ações restritivas adotadas agora em Cuiabá, no início, vão ter reflexos altamente positivos quanto à saúde das pessoas.
 
RDNews